Loja Virtual

NOVIDADES

Agrotóxico pode ser uma das causas de linfoma | 29 Junho 2016

Segundo Inca, tumores do sistema linfático quase dobraram nos últimos 25 anos

 

Nesta semana, o ator Edson Celulari, 58, anunciou estar com um tipo de câncer do sangue considerado raro, o linfoma não Hodgkin. A doença tem ganhado mais notoriedade, não só por ter acometido pessoas públicas – como o ator Reynaldo Gianecchini e a presidente afastada Dilma Rousseff –, mas também pelo salto no número de casos nas últimas décadas, sendo o câncer que mais cresceu no mundo. Uma das hipóteses para esse crescimento é o uso de agrotóxicos.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), o número de casos de linfoma não Hodgkin praticamente dobrou nos últimos 25 anos. A estimativa para este ano é de 10.240 registros da doença – 5.210 em homens e 5.030 em mulheres.

Entretanto, as causas do aumento ainda são desconhecidas. “O linfoma é uma doença ‘democrática’. Ela atinge igualmente homens e mulheres de todas as idades. Mas atinge principalmente os mais velhos. A população acima dos 60 anos está aumentando no mundo, e esse é um dos componentes do aumento da doença”, explica o hematologista Carlos Chiattone, que é um dos diretores da Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular (ABHH) e coordenador do núcleo de linfomas do Hospital Samaritano de São Paulo.

Porém, o envelhecimento da população explica somente uma parte do crescimento do número de linfomas, o que faz os cientistas acreditarem que há alguma causa ambiental relacionada. “Uma das hipóteses é que os agrotóxicos sejam a causa. Ainda não é possível afirmar porque esses estudos demandam acompanhar as populações por longos períodos, mas é uma possibilidade”, aponta Chiattone.

Chances. Se por um lado os casos de linfomas estão aumentando, por outro o prognóstico de cura é animador. “Se o tumor for mais agressivo, as chances de cura são em torno de 60% a 70%. Se o diagnóstico for feito em estágio inicial, sobe para 90%. Até os tumores indolentes, que são incuráveis, são bem possíveis de ser controlados”, comenta o patologista Fernando Soares, diretor do departamento de anatomia patológica do hospital AC Camargo Cancer e membro da Sociedade Brasileira de Patologia (SBP).

Os linfomas são o campo da medicina em que as imunoterapias (tratamentos que vão diretamente nas células cancerígenas) estão mais desenvolvidas, aumentando ainda mais as chances do paciente.

Fonte: O Tempo

VEJA OUTRAS NOVIDADES

Safra da Uva 2018 é marcada por grande qualidade | 10 Fevereiro 2018

A Safra da Uva 2018 na Serra Gaúcha foi marcada por produção de matéria dento da média histórica e com excelente qualidade das uvas. 

Entre 08 de janeiro e 06 de fevereiro, toda a nossa dedicação esteve focada no recebimento e processamento ...

Uva'Só no jornal Zero Hora - Suco de uva: saiba os benefícios e aprenda receitas | 09 Janeiro 2018

Para quem pensa que o Suco de Uva só pode ser consumido puro ou diluído em água, saiba que é possível utilizar esta preciosa bebida em receitas super nutritivas e saborosas! Através do comitê do projeto

Nutricionista da Econatura palestra sobre os benefícios do Suco de Uva | 24 Novembro 2017

Nesta semana nossa nutricionista Bruna esteve palestrando a respeito dos incríveis benefícios da uva e seus derivados na Semana Acadêmica do curso de graduação em Enologia do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS) campus de Bento ...

Bagaço da uva tem potencial para substituir antioxidantes sintéticos e prevenir envelhecimento, diz pesquisa da Esalq | 26 Outubro 2017

O resíduo que é descartado na produção de vinhos tem potencial para substituir antioxidantes sintéticos utilizados em alimentos gordurosos e, de quebra, pode prevenir o envelhecimento. É o que aponta uma pesquisa multidisciplinar da Escola ...